Artigos



Brasil, São Paulo, SP. 21/04/2011. Trânsito na rodovia Ayrton Senna, sentido litoral norte (Km 25), na véspera para o feriado de Páscoa. - Crédito:JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Codigo imagem:99834 Notícias
19 de junho de 2017

Em 01 ano, crescem 11,1% multas nas Rodovias Estaduais

O número de multas aplicadas nas rodovias estaduais que cortam a região metropolitana de São Paulo cresceu 11,1% nos primeiros quatro meses deste ano na comparação com o mesmo período de 2016.

De acordo com dados do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) do Estado de São Paulo, entre janeiro e abril deste ano, foram registradas 869,6 mil infrações de trânsito, contra 782,7 mil notificadas nos mesmos meses do ano passado.

As penalidades são registradas por radares e por irregularidades apontadas por policiais militares rodoviários.

Na maior parte dos casos, as multas dizem respeito a identificação de velocidade acima da permitida nas rodovias.

A Secretaria Estadual de Logística e Transportes informou que os equipamentos de fiscalização são implantados após a realização de estudos técnicos que apontam onde há ocorrência de excesso de velocidade, por ser o fator que gera maior número de acidentes.

“Os radares são implantados para aumentar a segurança dos motoristas e usuários das rodovias.”, informou por meio de nota.

As multas por excesso de velocidade possuem valores de cobrança diferentes de acordo com o limite de velocidade excedido e podem variar de R$ 130,16 a R$ 880,41, dependendo do limite ultrapassado.

A estrada que registrou maior elevação no número de infrações foi a Ayrton Senna, onde os números mais que dobraram e passaram de 13,5 mil multas em 2016, para 32 mil neste ano.

Já nas rodovias Anchieta e Imigrantes, a elevação das punições foi de 15,6% e 7,9%, respectivamente.

 

Queda

A única rodovia que registrou queda no número de penalidades aplicadas foi a Bandeirantes. Na pista, foram registradas 128,7 mil infrações no ano passado, contra 113,5 mil neste ano, uma diminuição de 11,8%.

 

Fonte: Destak

Compartilhe: