Notícias


Multas registradas na cidade de SP caem 13% no 1º quadrimestre de 2017, diz Prefeitura


21/07/2017 13:10:58

O número de multas registradas na cidade de São Paulo caiu 13% no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes.

Os dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também indicam que houve queda de 25% no número de acidentes nos primeiros quatro meses do ano. Mas, para a PM, de janeiro a abril deste ano foram 503 acidentes nas duas marginais, contra 339 em 2016 (aumento de 48,3%).

Nos primeiros quatro meses de 2017, foram computadas 4.539.778 infrações. Já de janeiro a abril de 2016 foram aplicadas 5.233.762 multas, segundo dados obtidos pelo G1.

A queda do número de infrações cometidas ocorreu após o aumento de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros. A mudança ocorreu no dia 25 de janeiro e gerou muita polêmica.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, diversas medidas foram tomadas para orientar os motoristas, mas sem diminuir a intensidade da fiscalização. Segundo a pasta, foi criado um comitê de segurança que tem reforçado a sinalização para instruir os motoristas sobre as regras de trânsito, reduzindo o número de infrações.

“A fiscalização é um dos pilares importantes para manter e preservar a segurança do trânsito. O que estamos fazendo é melhorar os avisos, a sinalização, para fazer com que o motorista se comporte adequadamente, seguindo as regras. Trânsito bom é trânsito seguro”, afirmou o secretário de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda.

O estudo divulgado pelo Painel Mobilidade Segura, site da Prefeitura de São Paulo, também mostra que o número de multas captadas por meio eletrônico, como radares, diminuiu 17% no período. No primeiro quadrimestre de 2016 foram 4.149.241 infrações ante 3.442.516 neste ano.

Das 4.539.778 multas aplicadas de janeiro a abril deste ano, 24,17% foram manuais e 75,83% foram registradas por meio eletrônicos.


Acidentes

Os dados da CET também indicam que houve queda nos números de ocorrências, de feridos e de vítimas fatais nos primeiros quatro meses do ano.

•Total de acidentes caiu 25% (135 casos em 2017, contra 180 no mesmo período do ano passado);

•Número de feridos caiu 20,2% (162 pessoas no primeiro quadrimestre, contra 203 em 2016);

•Queda de 11,1% no número de mortos (oito, contra nove no ano passado).

Os números, porém, divergem dos registrados pela Polícia Militar (PM). Para a PM, de janeiro a abril deste ano foram 503 acidentes nas duas marginais, contra 339 em 2016 (aumento de 48,3%). O número de mortes também cresceu: foram dez este ano contra seis nos quatro primeiros meses do ano passado (aumento de 40%).

Ou seja, no mesmo período a PM registrou um número 272,6% maior do que o apurado pela CET, da Prefeitura de São Paulo.

Como justificativa, a Secretaria de Transportes alega que a base de dados da PM é “variável” e que a CET desde 1979 usa a mesma metodologia para apurar os acidentes (boletins da Polícia Civil e óbitos no Instituto Médico Legal). A pasta diz que os dados operacionais da PM são variáveis devido à intensidade da operação da entidade.


Fonte: G1