Notícias


Trecho da BR-116 entre Curitiba e São Paulo está entre os mais perigosos do mundo


21/11/2016 14:41:57

O trecho da BR-116 entre Curitiba e São Paulo é apontado como um dos mais perigosos do mundo para o transporte de cargas.

A Rodovia Regis Bittencourt aparece na relação do mês de outubro do Joint Cargo Commitee, um comitê britânico que reúne representantes da área de avaliação de risco no mercado de seguros.

O levantamento relaciona sete categorias de risco (entre elas guerras no mar e no ar, greves em portos ou aeroportos, assaltos nas estradas).

A lista elenca ainda sete níveis de perigo. A BR-116 aparece com risco “muito alto”, é o terceiro da classificação, que vai de baixo a extremo.

Apesar de admitir que o trecho apresenta problemas com o roubo de cargas, a Polícia Rodoviária Federal afirma que desconhece a metodologia e os parâmetros utilizados pela instituição britânica. O policial rodoviário Fernando Oliveira afirma que os números da PRF são de queda nas ocorrências em período recente.

Segundo a PRF, esse trecho da Regis Bittencourt é um dos mais críticos dentre toda a malha viária de rodovias federais no Paraná, que é de 4 mil km.

O agente afirma que a corporação está atenta para a ação de quadrilhas, mas afirma que os caminhoneiros também devem se manter alerta ao modo de abordagem das quadrilhas.

Oliveira ainda reforçou recomendações para que os trabalhadores do setor de transporte de cargas, principalmente para que planejem a viagem de modo a se expor o mínimo possível e – é claro – a não reagir quando a abordagem foi inevitável.

O trecho Curitiba-São Paulo da Regis Bittencourt aparece no levantamento ao lado de outras quatro rodovias brasileiras: a SP-330, entre Uberaba e o porto de Santos, a mesma BR-116, entre o Rio de Janeiro e São Paulo, e a BR-050, entre Brasília e Santos.

À frente das estradas brasileiras aparecem rodovias de países como Afeganistão, Iraque e Síria, que estão em guerra, e aparecem com risco severo para o transporte de cargas.

 

Fonte: CBN Curitiba